quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Chuva

Hoje não quero música, aliás, não preciso dela. Tenho esta noite a melhor e mais natural banda sonora do mundo. A chuva, batendo na janela deste quarto, guia os meus pensamentos sem grandes esforços. É um som agradável e embalador. Confesso que não gosto deste tempo triste, cinzento, sem cor, mas a chuva a cair lá fora consegue , apesar de tudo, fazer-me sorrir por saber que entramos no tempo do chocolate quente a meio da tarde no sofá, do tempo do aconchego dos cobertores, do tempo do cheiro a terra molhada...gosto destas pequenas coisas que a chuva traz! Numa noite como esta, passeio pelas palavras ao ritmo de cada gota que cai, sem pressa de chegar ao meu destino, imaginando o dia de amanhã e recordando o de ontem...

2 comentários:

  1. Uma janela. Nuvens cinzentas. A música é ligada baixinho com toadas de piano e alguns elementos de voz. Por baixo dos cobertores contempla-se um momento, O momento. Um abraço, uma tarde dedicada à chuva. Contigo. Um beijo

    ResponderEliminar