quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Régua - Porto - Régua















Balançar ao longo da linha.
Seguir um caminho por terra delineado por água.
Encher os olhos com as cores quentes que pintam as videiras.
Perder o fôlego com a paisagem abrupta.
Deixar fluir a imaginação...



15/10/2010

2 comentários:

  1. Ai Tânia! Que liiiiiindo! Como bem compreendes as minhas eternas saudades :,)

    BeijinhOOo Graaaaaande

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar